Letras Web
Filii Nigrantium Infernalium

Azur

Filii Nigrantium Infernalium

5 acessos

Farejo os eixos do caos
A Sul de Satanás. Caio nos poços de azur

Morre nas trevas da volúpia
E caio neste poço sem fim
Traça as linhas do fim da linha
Ergue esta vala comum - para nós

Rasga os meus olhos, bebe o meu sangue
Hybris, suicídio ritual

- Minha irmã
Minha irmã
Eixos do caos. Satanás


Top Letras de Filii Nigrantium Infernalium

  1. Herança De Outono
  2. A Era Do Abutre
  3. Moira
  4. Bordel No Éden
  5. Cães De Guerra
  6. Calypso
  7. Morte Geométrica
  8. Azur
  9. Inverno, Trono Inverno
  10. Abadia Do Fogo Negro

Pela Web