Letras Web
G.R.E.S. Tupy de Brás de Pina

Samba Sinfonia de Uma Raça

G.R.E.S. Tupy de Brás de Pina

6 acessos

Negro herança que trouxeste
Para o meu brasil
Vindo da áfrica distante
Com os sagrados
Rum, rum rum pim, ilê.
E uma dança sobrenatural
P`ra bahia do quindim
Da capoeira e da lavagem do bonfim

Jongo, batuque, cateretê.
Candomblé, afoxé, maculelê
Da bahia para o rio de janeiro
Onde o samba fez o seu reinado
Originando o samba puro
Atualmente rimado
Salve a praça onze
Celeiro de bambas
Vultos que glorificaram
O nosso samba

Os velhos tempos de ciata
Mil talentos de sinhô
Donga canta pelo telefone
O artista, a obra imortalizou.
Samba es sinfonia de uma raça
Canto, forte, puro, brasileiro.
Hoje o tupi vem te exautar
Samba, apoteose idolatrada, romantismo.
Despeja sobre a humanidade o teu lirismo
Sublime melodia popular

Gira, gira baiana
Quero ver
Samba, samba baiana
P`ra valer.


Top Letras de G.R.E.S. Tupy de Brás de Pina

  1. Manoa, Um Sonho Dourado
  2. Essa Nega Fulô
  3. Seca do Nordeste
  4. Assim Dança o Brasil
  5. Riquezas Áureas da Nossa Brasil
  6. Samba Sinfonia de Uma Raça
  7. Rio Boa Praça
  8. Samba-Enredo 2017 - O Dom de Wilson Das Neves

Pela Web