Letras Web

Parlamentares da Coreia do Sul pedem que dispensa do serviço militar para BTS

Integrantes da banda teriam que, obrigatoriamente, servir no exército do país.

Por Rodrigo Bueno
08/10/2020 às 13:25
publicado em Notícias

Políticos que pertencem ao parlamento da Coreia do Sul estão se unindo em torno de uma causa: conseguir librar os integrantes do BTS do serviço militar obrigatório no país. Eles estão atendendo a uma petição feita e assinada por milhões de fãs do grupo de K-pop. Por lá, todos os homens com idade entre 18 e 28 anos precisam servir o exército.

Parlamentares da Coreia do Sul pedem que dispensa do serviço militar para BTS

Diversos pedidos de isenção começaram a surgir com mais força recentemente, em virtude do integrante mais velho da banda, Jin, ter completado 27 anos. Com isso, ele seria obrigado a se alistar no exército do país até o final do ano de 2021, o que obrigaria ele a fazer uma pausa na sua carreira.

De acordo com alguns políticos que estão levando adiante este projeto, o grupo BTS já fez bastante pela Coreia do Sul ao se tornar um dos maiores nomes do pop atual e divulgando a cultura sul-coreana pelo mundo. “Nem todo mundo precisa pegar um rifle para servir o país”, afirmou Noh Woong-rae, membro do Partido Democrático, em entrevista ao Sky News nesta semana.

Parlamentares da Coreia do Sul pedem que dispensa do serviço militar para BTS

Essa não seria a primeira vez que se concederia o adiamento e a isenção do serviço militar na Coreia do Sul. Um exemplo é o atleta Son Heung-min, jogador de futebol do Tottenham, que foi liberado mas irá concluir o serviço este ano. Alguns grandes nomes da música clássica do país também já ganharam o benefício, como o pianista Seong-Jin Cho.

"Pelo bem da justiça, nós não estamos falando sobre isentá-los de cumprir seus deveres, mas as carreiras de artistas pop e artistas como o BTS crescem quando eles estão na faixa dos 20 anos de idade. Não podemos deixar que o serviço militar seja um bloqueio no caminho para o auge de suas carreiras", afirmou outro membro do partido democrata, Jeon Young-gi.

Últimas notícias

As mais acessadas


Pela Web