Letras Web

Lady Gaga sofre ataques transfóbicos depois de post no Dia Internacional da Mulher

Cantora fez questão de responder as críticas que recebeu.

Por Rodrigo Duarte
12/03/2024 às 18:44
publicado em Notícias

Lady Gaga respondeu a uma série de ataques transfóbicos que recebeu depois de aparecer em um post nas redes sociais junto com a atriz trans, Dylan Mulvaney no Dia Internacional da Mulher. Gaga apareceu ao lado de Dylan em uma homenagem feita em ocasião ao dia das mulheres.

Lady Gaga sofre ataques transfóbicos depois de post no Dia Internacional da Mulher

Ambas acabaram recebendo uma chuva de comentários maldosos e transfóbicos, sendo que boa parte destas pessoas xingavam ambas as figuras, afirmando que Dylan não poderia ser considerada como uma mulher. A cantora fez questão de se posicionar e responder:

"É assustador pra mim que uma postagem sobre o Dia Internacional da Mulher, feito por Dylan Mulvaney e por mim, seja recebida com tanta raiva e ódio. Quando vejo um jornal noticiando o ódio, mas chamando isso de ‘reação', sinto que é importante deixar claro que ódio é ódio, e esse tipo de ódio é violência. ‘Reação' faria parecer que pessoas que amam ou respeitam Dylan e eu não gostaram do que fizemos. Isso não é uma reação. Isso é ódio.

Mas não é surpreendente, dado o imenso trabalho que ainda temos que fazer como sociedade para dar espaço para que vidas trans sejam valorizadas e respeitadas por todos nós. Me sinto muito protetora neste momento, não só de Dylan, mas da comunidade trans, que continua a liderar o caminho com sua graça e inspiração diante da constante degradação, intolerância, violência física, verbal e mental. Certamente não falo por essa comunidade, mas tenho algo a dizer.

Lady Gaga sofre ataques transfóbicos depois de post no Dia Internacional da Mulher

Espero que todas as mulheres se unam para homenagear a TODAS no Dia Internacional da Mulher, e que continuemos fazendo isso sempre até O DIA em que todas as mulheres sejam celebradas igualmente. Até que todas as pessoas sejam celebradas igualmente. Um dia em que pessoas de todas as identidades de gênero sejam celebradas no feriado que quiserem. Porque pessoas de todas as identidades de gênero e raça merecem paz e dignidade.

Que todos possamos nos unir e sermos amorosos, receptivos, calorosos e acolhedores. Que todos possamos defender e honrar a complexidade e o desafio da vida trans – que não sabemos, mas podemos procurar compreender e ter compaixão. Amo demais as pessoas para permitir que o ódio seja chamado de 'reação'. As pessoas merecem mais que isso".

Últimas notícias

As mais acessadas