Letras Web

Coreia do Sul muda lei para adiar serviço militar para membros do BTS

Mudança vai permitir que integrantes da banda demorem mais dois anos para servir.

Depois de viver sob a ameaça da interrupção dos trabalhos da banda BTS pela obrigatoriedade de prestar serviço militar que os integrantes teriam que cumprir, os fãs da banda de k-pop podem ficar um pouco mais aliviados. De acordo com as informações que foram confirmadas pela imprensa local, os meninos poderão adiar o exército por mais dois anos.

Coreia do Sul muda lei para adiar serviço militar para membros do BTS

O Parlamento da Coreia do Sul aprovou uma alteração na lei do país para que os astros da banda possam continuar trabalhando pelos próximos anos, sem ter que interromper duas atividades para se apresentar ao exército. O alistamento é considerado obrigatório na Coreia do Sul para todos os homens saudáveis, com idade entre 18 e 28 anos. Eles devem cumprir o serviço nas forças armadas por, no mínimo, dois anos.

A mudança na lei inclusive está sendo chamada pela imprensa local de “Lei BTS”, e foi sancionada depois que parlamentares alegaram que a banda ajuda a divulgar a cultura e a imagem sul-coreana pelo mundo. A nova lei, inclusive, foi aprovada dois dias antes do aniversário do integrante mais velho do septeto, Jin, que completará 28 anos na próxima sexta-feira (4) e que agora terá mais dois anos pela frente em sua carreira.

Coreia do Sul muda lei para adiar serviço militar para membros do BTS

"Pelo bem da justiça, nós não estamos falando sobre isentá-los de cumprir seus deveres, mas as carreiras de artistas pop e artistas como o BTS crescem quando eles estão na faixa dos 20 anos de idade. Não podemos deixar que o serviço militar seja um bloqueio no caminho para o auge", disse o membro do Partido Democrata da Coreia do Sul, Jeon Yong-gi.

A lei do país já trazia algumas exceções, como aquelas destinada sãos atletas premiados nas Olímpiadas e também nos Jogos Asiáticos, por exemplo. Além disso, musicistas clássicos que aumentam o prestígio do país ao divulgar sua cultura mundo afora também podiam ser contemplados. Agora, é a primeira vez que astros da música pop também foram incluídos na exceção.

Postado na seção Notícias em 02/12/2020 às 18:33.

Últimas notícias

As mais acessadas


Pela Web