Letras Web

América do Sul

Candinho e Inês

4 acessos

De repente,
A luz do desejo da gente
Rasgou o escuro do presente
Que um céu azul todo encobria
Novamente
O sol quebrou suas corrente
Desceu pelas vertentes
Varou pelas janelas,
Portas, corações e tudo mais
O vendaval da liberdade passou sobre nós
Deixou o doce do seu canto em nossa voz
Nasceu o dia como as aves inventaram
Como os deuses disseram
E os poetas cantaram.

Novamente azul e alegre amanheceu o dia sobre a imensa américa do sul
Novamente prometeu acorrentado, salvo das correntes e dos urubus
Portas e janelas - corações
Que se abrem a um novo sol que é seu
Volta o rio pro seu leito - esperança a me voltar ao peito -
Olha como é lindo ver a gente livre caminhando
Qual pelo céu os pássaros voando.

Conta-se na historia universal:
- mesmo fechado o tempo se fizer,
Mesmo forçada a barra estiver,
O sol há de sair por força natural.

Lá... Lá....

Top Letras de Candinho e Inês

  1. Faróis
  2. Renovação
  3. Beija-Flor
  4. Ave Ventania
  5. Pérolas e Pétalas
  6. Aflição dos Homens
  7. Lavadeira
  8. Solidão
  9. Verde Bandeira
  10. Canção da Manhã