Letras Web
Os Muuripás

Chão Batido

Os Muuripás

34 acessos

Meu destino mal domado tão sofrenado pela vida afora
Não tenho sal nem maneia já corcoveia ao tinir da espora
Mas teu olhar ginete tem o jeitinho para amansá-lo
Com os tentos dos teus cabelos
trançaste as rédeas dos meus desvelos

(E hoje ao te ver bailando vou levantando por toda a sala
Sou o pó do chão batido que o teu vestido ao rodar embala
Sou o pó do chão batido que o teu vestido ao rodar embala)
Int.

Top Letras de Os Muuripás

  1. Piazito Carreteiro
  2. Chão Batido
  3. Mochilas de Amor
  4. Querência Azul
  5. De La Frontera

Pela Web