Letras Web
José Amadeu

Terra de Adoniran

José Amadeu

3 acessos

Na terra de Adoniran
O samba não vai até de manhã
Por que até o malandro trabalha lá

A garoa e o arranha-céu
Não foram berço do grande Noel
De Sinhô, de Candeia ou Ismael

Mas nem por isso
O samba morreu por lá

Tão bela a torre de Babel
Que se não alcança o céu
Por outro lado abre os braços
Pra quem chega lá

E é por isso
Que o samba não morreu por lá
Como pôde o poeta não se encantar

O poeta Às vezes se engana
O alforriado e a italiana
O poeta às vezes se engana
Carnaval em Vila Esperança
O poeta às vezes se engana
Rua do samba que a todos encanta

O poeta às vezes se engana
Um velho engano hoje virou samba
Ah se o poeta pudesse escutar

Top Letras de José Amadeu

  1. Catarina
  2. Paulista
  3. Pra Rir
  4. Sonho de Valsa
  5. Sei bem
  6. Terra de Adoniran
  7. Até Onde Eu Desço
  8. Perdida Na Vida
  9. Olhos de Esfinge
  10. Prontos Pra Mais Uma

Pela Web