Letras Web
João Lucius

Jurema

João Lucius

4 acessos

Entre matas e flores selvagens
Numa oca, que é o seu lar
Bela moça de cabelos negros
Tão negros quanto ao seu olhar

Jurema, jurema
Vem, nos ensine a amar
Jurema, jurema
Vem, nos ensine a amar

Sem te ver e sem te conhecer
Eu percebo seu amor fluir
Como peixes que fluem rio acima
Iracema pra reproduzir

Jurema, jurema
Vem, nos ensine a sentir
Jurema, jurema
Vem, nos ensine a sentir

Nossos mundos hoje são paralelos
Não te vejo, não posso tocar
Mas quando doas amor e conselhos
Sinto a sua presença no ar

Jurema, jurema
Faça-nos acreditar
Jurema, jurema
Faça-nos acreditar

Que um dia terás novo corpo
E uma chance de recomeçar
Quem de nós estará no seu mundo
No meu mundo você estará

Jurema, jurema
Quero crer, sentir e amar
Jurema, jurema
Quero crer, sentir e amar

Top Letras de João Lucius

  1. A Caminho da Luz
  2. O Semeador
  3. Amigos de Fé
  4. Bertelim em memória
  5. Deus é Fiel
  6. Pai Nosso
  7. O Consolador
  8. Mundo Novo
  9. Percepção
  10. Relação de Espíritos

Pela Web