Letras Web
Grupo Emoriô

Encantos da Senzala

Grupo Emoriô

8 acessos

Ô, ô, ô um grito de liberdade ecoou
Navio negreiro, que veio de alto mar
Veio de uma áfrica distante, do reinado de yorubá
O negro foi escravizado, sofreu com a chibata do senhor
Pediu à zambi a sua liberdade
E aos orixás de joelho ele implorou
Ô, ô, ô um grito de liberdade ecoou

Traga os encantos lá da senzala
Ó negro guerreiro
Noites em prantos não haverão
Acabou o cativeiro

Com a fé e a esperança, o negro nos ensinou
Respeitar a natureza, do nosso pai criador
Preservando a água e a terra
E os reinos que zambi criou
Semeando a caridade
Pra no futuro, colher o amor

Traga os encantos lá da senzala
Ó negro guerreiro
Noites em prantos não haverão
Acabou o cativeiro

Com tristeza e sofrimento, ele aprendeu a viver
Muitas vezes passando o dia, sem ter o que comer
Mas nunca perdeu a fé, nos nossos orixás
Com uma certeza na vida
Um novo dia há de chegar

Traga os encantos lá da senzala
Ó negro guerreiro
Noites em prantos não haverão
Acabou o cativeiro

Humildade e disciplina, ele prega também a união
Caridade dia-a-dia, nunca negar a nenhum irmão
Agindo dentro da fé, que trouxe da sua nação
Desta forma ele conquistou
A liberdade em seu coração

Traga os encantos lá da senzala
Ó negro guerreiro
Noites em prantos não haverão
Acabou o cativeiro


Top Letras de Grupo Emoriô

  1. Guerreira Suprema
  2. Linda Mamãe Oxum
  3. Baiana Feiticeira
  4. Ogum, Orixá Guerreiro
  5. África, Raiz do Meu Axé
  6. Iabá, Deusa Sagrada
  7. Encantos da Senzala
  8. Maria Padilha Rainha

Pela Web