Letras Web
Dark Angel

An Ancient Inherited Shame (tradução)

Dark Angel

14 acessos

Feminidade, uma vida sagrada
Meus objetivos e sonhos alcançados, ou em breve serão
Ser não-penetrado, inocente
Jovem, com um futuro esperançoso para ser gasto
Eu não posso acreditar na minha tolice
Você veio junto com a sua invasão
Seu ato de violência não de luxúria
Em mim...
Correndo através dessas ruas escurecidas à noite
Escapando desse terror que me assombra
Eu sou escolhida, isso não pode estar certo
A dor que seu golpe causou
Eu não quero sua carne
Não sou sua puta
Mas você quer meu sangue
Não sou uma puta
Preso aqui dentro
Um pesadelo que se tornou realidade
Uma odiosa violação
Da minha humanidade
Bem na presença dos meus olhos eu vejo meu mundo
Fraturado tão precisamente por alguém tão frio
Através das suas veias corre gelo, Eu te suplico
Enquanto eu permanecia paralisada, por favor, me deixe ser
Eu encarei o interior da sua alma
Eu não acho que vou viver para ver o fim
Você vai reinar eternamente nos meus pesadelos
Se eu alguma vez dormir de novo
O ódio direcionado para mim por causa do que eu sou
E tão arrepiante quanto a própria profanação
Eu me pergunto que tipo de besta é o homem?
Que emoções são ou não sentidas?
Eu não quero sua carne
Não sou sua puta
Mas você quer meu sangue
Não sou uma puta
Eu nem mesmo posso compreender
Porque esse ato teve que acontecer
Comprovado de tempos em tempos
O último sadista liberto
Essa forma violenta de incarceração
Presa pela selvageria, Eu permaneço indefesa
Eu recuso essa doutrinação
Embora você tenha rompido meu santuário interior
Uma antiga vergonha herdada
Atando mulheres e o horror
Sobrevivendo aos limites do tempo
Escravizada para todo sempre
Crimes inatos
Através das gerações se tornaram
Um ciclo do terror
Você não me pode ver, mas pode me sentir
Você só quer o que você não entende
Você não pode me ter então você me toma de assalto
Para sempre tendo uma cicatriz aonde você estampou sua marca
Você olha nos meus olhos e me fala
O que você vê?
É disso que sou merecedora?
Você não me pode ver, mas pode me sentir
Você só quer o que você não entende
Você não pode me ter então você me toma de assalto
Para sempre tendo uma cicatriz aonde você estampou sua marca
Você precisa me esmagar com a sua lividez
Isso te faz sentir mais parecido com um homem
Você não pode me ter, então você me estupra
Minha inocência estrangulada por suas mãos
Isso deve ser necrofilia, porque estou morta por dentro
Sua violenta aversão a mulheres, sua força afoga meus clamores
Em choque, Estou debilitada pela descrença
Isso não pode estar acontecendo comigo
Oh Deus, isso dói, Estou sangrando por causa da fricção
Estou implorando pra ficar "inconsciente"...
Você não pode imaginar a raiva que sinto
Nem pode imaginar a dor e o desespero
Esse duplo risco em breve acontecerá de novo
Quando eles me rasparão por sêmen e cabelo
Minha mente está congelada com a sua face intacta
Essa atrocidade da qual eu não fui poupada
De agora em diante, eu só vou conhecer o ato sexual como
Um ato de intenso terror
A malevolência derramada em mim
Você me preenche com sua raiva
Isso é mortificante, diabólico,
Controlando-me através desse estágio
Eu luto para lidar com o que está acontecendo
Estou pedindo pela minha morte
Eu não fiz nada de errado, eu fui vitimada
Então, ao invés, vou pedir pela sua
O tormento físico que você me infligiu
É insuportável, mas não se compara
Com a sua terrível mentalidade criminal
E as cicatrizes que eu irei sempre sustentar
Por viver através dessa demonstração brutal de força
Vão me causar anos de tormento e pesar
Esperando esse sofrimento seguir seu curso
Enquanto eu grito pedidos inocentes
Essa forma violenta de incarceração
Presa pela selvageria, Eu permaneço indefesa
Eu recuso essa doutrinação
Embora você tenha rompido meu santuário interior
Uma antiga vergonha herdada
Atando mulheres e o horror
Sobrevivendo aos limites do tempo
Escravizada para todo sempre
Eu vou me forçar a continuar a vida
E a vingança será minha, no final das contas
Se você não for aprisionado em breve
Pelas minhas mãos morrerá...
Eu não quero sua carne
Não sou sua puta
Mas você quer meu sangue
Não sou uma puta
Através do estupro você me criou
Uma vítima não maior do que a vingança
Uma barulhenta, efervescente massa de ódio
Mas você não conquistou minha alma

Letra original

Femininity, a sacred life
My goals and dreams achieved, or soon they might
Unintruded being, innocent
Young, with a hopeful future to be spent
I can't believe my idiocy
You came along with your invasion
Your act of violence not of lust
Upon me...
Racing through these darkened streets at night
Fleeing from this terror that haunts me
I am chosen, this can't be right
The pain that your thrust brings
I don't want your flesh
I'm not your whore
But you want my blood
I'm not a whore
Trapped down here inside
A nightmare that's become reality
A heinous violation
Of my humanity
Right before my eyes I see my world
Fractured so precise by one so cold
Through your veins run ice, I beg of thee
As I lie paralyzed please let me be
From within your soul I stare
I don't think I'll live to see this end
You'll reign eternally through my nightmares
If I ever sleep again
The hatred directed at me 'cause of what I am
Is as chilling as the defilement itself
I wonder, what kind of beast is man?
What emotions are and not felt?
I don't want your flesh
I'm not your whore
But you want my blood
I'm not a whore
I can't even comprehend
Why this act has come to be
Proven time and time again
The ultimate sadistic release
This violent form of incarceration
Trapped by savagery, helpless I lie
I refuse this indoctrination
Though you shatter this inner sanctum of mine
An ancient inherited shame
Bonding women and horror
Outlasting the boundaries of time
Enslaved forevermore
Inherent crimes
Through generations has become
A terror cycle...
You can't see me but you feel me
You only want what you don't understand
You can't have me so you take me
Forever scarred where you've stamped your brand
You look in my eyes and you tell me
What do you see?
Of this I'm deserving?
You can't see me but you feel me
You only want what you don't understhand
You can't have me so you take me
Forever scarred where you've stamped your brand
You need to crush me with your lividity
Does this make you feel more like a man
You can't have me, so you rape me
My innocence strangled by your hand
This must be necrophilia, for I am dead inside
Your violent misogyny, your strength drowns my cries
In shock, I'm crippled with disbelief
This can't be happening to me
Oh god, this hurts, I'm bleeding from friction
"Unconcious" I'm pleading to be...
You cannot imagine the anger I feel
Nor can you imagine the pain and despair
This double jeopardy soon happens again
When they scrape me for semen and hair
My mind is frozen with your face intact
This atrocity from which I haven't been spared
From now on, I'll only know lovemaking through
An act of intense terror
The malevolence which pours over me
You fill me with your rage
It's mortifying, diabolical,
Controlling through this stage
I struggle to cope with what's happening
I'm praying for my death
I've done nothing wrong, I've been victimized
So I'll pray for yours instead
The physical torment inflicted on me
Is insufferable but it doesn't compare
To your terrible criminal mentality
And the scars I'll forever bear
To live through this brutal show of force
Will cause me years of torment and grief
Awaiting this misery to run its course
As I scream out innocent pleas
This violent form of incarceration
Trapped by savagery, helpless I lie
I refuse this indoctrination
Though you shatter this inner sanctum of mine
An ancient inherited shame
Bonding women and horror
Outlasting the boundaries of time
Enslaved forevermore
I will force myself to carry on
And vengeance will be ultimately mine
If you are not imprisoned soon
By my hands you will die...
I don't what your flesh
I'm not your whore
But you wnat my blood
I'm not a whore
Through rape you've created me
A victim not above revenge
A churning, seething mass of hate
But you haven't conquered my soul


Top Letras de Dark Angel

  1. An Ancient Inherited Shame (tradução)
  2. Tam Longe
  3. Oriens Splendor
  4. Yume no suna
  5. Black Prophecies (tradução)
  6. Left
  7. Darkness Descends
  8. Desfeito
  9. The New Priesthood
  10. Bear Witness Unto

Pela Web