Letras Web
A Rosa dí Zínco

Perdas & Danos Nº 2

A Rosa dí Zínco

9 acessos

A cidade armada, preparada, para quando o vizinho
sorrir
O futuro, e o sonho, o presente medonho foram todos
dormir
E, as flores do jardim não tem mais cheiro de jasmim
E a cidade colorida, se perdeu dentro de você e de
mim

Olho seurosto, é o meu rosto, é o do outro, e de
mais ninguém
Olho o meu rosto, é o seu rosto, o do outro, e de mais
alguém

Eu, li no jornalque o mundo é mais igual
Que a coroa caiu, que o amante fugiu, e o mundo
explodiu
Que a cultura popular, é programa de TV,
Que índio não vê, índio não vê.

"Os mestres e Ambrósios" não tem acesso, estão por aí
Sem internet, ou televisão, estão por aí

A cidade armada, preparada, para quando o vizinho
sorrir
O futuro, e o sonho, o presente medonho foram todos
dormir
E, som da vida, tem graves e agudos
Já não somos iguais, mudou-se o mundo

Olho o seu rosto, é o meu rosto, é o do outro, e de
mais ninguém
Olho o meu rosto, é o seu rosto, o do outro, e de mais
alguém


Top Letras de A Rosa dí Zínco

  1. Carros, Faróis... E Nós Dois
  2. Mulher Gato
  3. Desconversa
  4. Perdas & Danos Nº 2
  5. Beco Sem Saída
  6. A Balada do Louco Apaixonado
  7. Notícias de Você
  8. A Balada do Louco Apaixonado (ou Toda Dor do Mundo)
  9. Arco-Íris
  10. Varanda

Pela Web