Letras Web
Paiozinho e Zé Tapera

Mulher de Ninguém

Paiozinho e Zé Tapera

82 acessos

Como posso ser feliz na minha vida
Viver ausente da mulher que mais amei -
Com tristeza eu recordo a despedida
Daquela ingrata com quem eu tanto sonhei.
E sozinho hoje entro em meu quarto
Esta saudade fazem meus olhos chorar
O meu consolo é beija o seu retrato
Enquanto os outros no seu rosto vão beijar.

Ela teve tudo que sonhava neste mundo
O seu desejo era viver na liberdade -
Dando em meu peito esse golpe tão profundo
Deixando em mim a cicatriz da falsidade.
Vejo a aliança que ela ainda traz no dedo
Foi recebida de joelho em frente ao altar
A lei divina foi pra ela um brinquedo
Indo pra lama destruindo o próprio lar.

Hoje ela vive de boêmios rodeada
Trocando abraços por um copo de bebida -
Todos se afastam quando chega a madrugada
Fica sozinho maldizendo a própria vida.
Vendo seu rosto não esconde mais a mágoa
Olha a aliança que é o espelho do passado
Chama o meu nome com os olhos rasos d'água
De pouco a pouco vai pagando seu pecado.


Top Letras de Paiozinho e Zé Tapera

  1. Não Falem das Mulheres
  2. Flor Sem Perfume
  3. Tormento
  4. Mulher de Ninguém
  5. Não Amo Ninguém
  6. Decisão Cruel
  7. Flor da Lama
  8. Mulher Sem Alma
  9. Regresso do Boêmio
  10. Fingida

Pela Web