Letras Web

Kanye West confirma interesse na disputa presidencial dos EUA

Rapper realizou comício na Carolina do Sul no último final de semana.

Por Rodrigo Bueno
20/07/2020 às 16:17
publicado em Notícias

Kanye West confirmou no último final de semana que segue na disputa pelo cargo de presidente dos Estados Unidos. O rapper, que já tinha oficializado a pré-candidatura, agora segue para a 2ª etapa da documentação na Comissão Eleitoral Federal e também aproveitou para fazer o seu primeiro comício no último domingo, dia 19.

Kanye West confirma interesse na disputa presidencial dos EUA

O rapper chegou ao evento vestindo um colete à prova de balas e com o cabelo raspado, escrito 2020. A Billboard destacou que, apesar da maioria das pessoas estarem de máscara no local do comício, não estavam respeitando o distanciamento social imposto como medida pra reduzir as infecções pelo coronavírus.

No discurso, o rapper convidou o público ao subir ao palco para tópicos e perguntas e chorou ao falar sobre o aborto, admitindo que ele e sua esposa Kim Kardashian pensaram na possibilidade durante a primeira gravidez da socialite.

"Meu pai queria que minha mãe me abortasse. Minha mãe salvou minha vida. Não haveria Kanye West, porque meu pai estava muito ocupado", disse o cantor.

Kanye West confirma interesse na disputa presidencial dos EUA

"Eu quase matei minha filha!", continuou ele, bastante emocionado. "Na Bíblia diz: 'Não matarás.' Lembro que minha namorada [agora esposa Kim Kardashian] me ligou chorando ... ela disse: 'Estou grávida'. Ela disse que estava grávida e por uns três meses nós falamos sobre ela não ter esse bebê. Ela tinha os comprimidos na mão".

Sobre controle de armas nos EUA, o cantor fez questão de confirmar o seu posicionamento contra, afirmando que as pessoas precisam de armas para se defenderem caso “outros países cheguem”. Além disso, o rapper também afirmou que “armas não matam pessoas, pessoas matam pessoa”.

Vale lembrar que Kanye acabou se tornando um dos únicos grandes artistas dos Estados Unidos a declarar publicamente seu apoio ao presidente atual, Donald Trump.

Últimas notícias

As mais acessadas


Pela Web