Letras Web

Joshua Bassett desabafa sobre masculinidade tóxica

Ator e cantor escreveu um texto sobre o assunto nas suas redes sociais.

Recentemente o protagonista da série High School Musical: The Musical: The Series e cantor Joshua Basset se tornou notícia depois de fazer um vídeo elogiando muito o colega Harry Styles, inclusive afirmando que ele era muito bonito e que aquele teria sido o vídeo que “ele estava se assumindo”. Além disso, também foi noticiado que uma cena na qual ele beijaria outro menino teria sido cortada da versão final do seu clipe mais recente.

Joshua Bassett desabafa sobre masculinidade tóxica

Agora, o cantor decidiu postar nas suas redes sociais um desabafo falando especialmente da masculinidade tóxica. O cantor disse que, por muito tempo, foi criado para ser um homem duro, mas que com o tempo percebeu que aquele não era o melhor caminho, e que os homens devem ser mais sensíveis.

“Na minha experiência, e em muitas outras, é ensinado e esperado que ‘garotos não chorem’. O que superficialmente pode parecer um descuido menor, acredito ser uma questão muito mais profunda“, disse ele.

O cantor e ator lembra da sua infância e como julgava a si próprio por ser sensível. “Eu, como a maioria dos homens que conheço, fui ensinado a NÃO chorar enquanto crescia. fui forçado a suprimir meu ‘lado sensível‘”, afirmou.

“Mas o problema é o seguinte: suprimir suas emoções como uma criança esmagará seu espírito e enterrará seu coração vivo. Quando você isola a parte sensível de seu ser / coração, sua visão das pessoas e do mundo, com o tempo, torna-se cada vez menos humano“.

O ator falou também que é deste pensamento e dessa criação que nasce a masculinidade tóxica. “Acredito sinceramente que essa é a raiz da maioria da masculinidade tóxica e da falta de empatia na maioria dos homens hoje. Crescendo, fui menosprezado por adultos influentes e colegas (homens e mulheres). Aos 11 anos, eu mentalmente me espancava todas as noites ‘droga! você chorou DE NOVO hoje ?? Que vergonha! você não pode continuar sendo um bosta. Basta. Cresça’ etc“, desabafou.

Joshua Bassett desabafa sobre masculinidade tóxica

Joshua Bassett acredita que fazia parte de um ciclo que não conseguia quebrar, mas sempre há tempo. “Vejo agora que meu monólogo interno consistia inteiramente na falta de inteligência emocional de outras pessoas, provavelmente devido à infância, que projetaram em mim para reciclar. Suas palavras se tornaram minha conversa interna. Em algum ponto, eu me afastei inteiramente do meu eu ‘terno’. Eu endureci; não poderia chorar se quisesse. SEI que não estou sozinho nessa experiência. E isso afetou o relacionamento com cada pessoa em minha vida“, continua.

“Se você reprimiu e entorpeceu, não te culpo. Você é parte de um ciclo. Um ciclo geracional de 1 milhão de homens que pararam de sentir de verdade. A maioria de nós foi ensinada a ignorar e afastar nossos corações, e alguns o fizeram por medo e necessidade; Negligenciando nossa única conexão verdadeira”.

Ele completa seu raciocínio e diz que ser sensível é melhor para todos ao redor: “Responsabilize-se. Responsabilize seus amigos antes que seja tarde demais. Reserve um tempo para desaprender traços transmitidos por pais, irmãos e amigos. Se essas palavras o deixam com raiva e na defensiva; Recomendo que você pare um momento e examine o motivo“.

“Em vez de permitir que sua profunda tristeza se transforme em amargura, raiva e violência: talvez pegue um lenço de papel e chore. Baixe a guarda. Seja ousado o suficiente para ser vulnerável. você está seguro para fazer isso agora. Você, sua mãe, irmã, filhas e futuras filhas dependem disso. Entorpecido não é maneira de viver. Devemos terminar o ciclo. É absolutamente necessário“, conclui.

Postado na seção Notícias em 11/05/2021 às 13:17.

Últimas notícias

As mais acessadas


Pela Web