Letras Web

John Mayer afirma que chorou com documentário sobre Britney Spears

Músico mencionou o filme durante uma entrevista.

Muitos famosos se manifestaram em solidariedade com a cantora Britney Spears depois que foi ao ar o documentário “Framing Britney Spears”, uma parceria entre o New York Times e a plataforma Hulu. Um dos músicos que afirmou se sentir muito emocionado com o que foi mostrado na tela foi John Mayer.

John Mayer afirma que chorou com documentário sobre Britney Spears

O documentário foca na vida complicada que a princesinha do pop teve depois das crises públicas e que teve e também depois que o pai assumiu a tutela e o controle sobre todos os seus bens, negócios e até mesmo sobre os filhos. O documentário também retrata o dano que a mídia e os paparazzis causaram na vida da cantora.

Durante uma recente entrevista, John Mayer desabafou sobre o assunto: "Eu quase chorei umas cinco vezes assistindo a isso", disse ele. "Ver a tristeza neste ser humano, eu fiquei a beira das lágrimas, porque entendo o que esse negócio, indústria, estilo de vida faz a uma pessoa. Passar por isso e ficar bem, é ter graça infinita com aqueles que lutam com isso".

John Mayer afirma que chorou com documentário sobre Britney Spears

O músico fez uma série de críticas a indústria fonográfica e a forma como a mídia trata essas pessoas, especialmente quando são mulheres que tentam assumir uma posição de destaque. "Eu saí bem dessa... Eu tenho um forte sentimento de que parte disso é porque sou homem. E tenho um sentimento forte de que muitas dessas coisas que acontecem com as mulheres são endêmicas ao sexo feminino", explicou ele.

“Por que tantos homens aparecem dizendo 'aprendi minha lição. Sim, levei uma pancada na cabeça, mas estou de volta'!? Eu assisti [ao documentário] com muita bondade por alguém que foi muito mais difamada pelo experimento desumano da fama do que eu fui", continuou.

"E eu pensei, 'Por que eu superei isso? Por que encontrei meu caminho através desses obstáculos? O que foi oferecido a mim estilisticamente?' A diferença estilística de ser um rebelde. Se você é um homem, você é um rebelde. Se você é uma mulher, você é meio maluca. E quando assisti a isso por essa visão, meu coração doeu o tempo inteiro", completou Mayer.

Postado na seção Notícias em 25/02/2021 às 13:40.

Últimas notícias

As mais acessadas


Pela Web