Letras Web

Jake Gyllenhaal fala sobre música de Taylor Swift

Ator recebeu ataques na internet depois do lançamento da faixa “All Too Well”.

Por Rodrigo Bueno
18/02/2022 às 13:17
publicado em Notícias

Depois de muitos anos, finalmente o ator Jake Gyllenhaal se pronunciou oficialmente sobre a música “All Too Well”, que foi lançada oficialmente no ano de 2012 por Taylor Swift. Muitos fãs da cantora atacaram o ator pois acreditavam que a letra da música era destinada ao ator, que teve um relacionamento com Taylor que termino no final do ano de 2011.

Jake Gyllenhaal fala sobre música de Taylor Swift

A música acabou se tornando um assunto muito comentado novamente, pois Taylor lançou ela novamente, mas desta vez com uma nova versão com 10 minutos e que pode ser encontrada no “Red (Taylor’s Version)”, regravação do disco que foi lançada no ano passado.

Em uma entrevista recente que o ator concedeu para a Esquire, Jake falou pela primeira vez sobre as reações à canção e sobre a grande quantidade de mensagens negativas que recebeu em suas redes sociais após o relançamento da faixa.

"Não tem nada a ver comigo. É sobre a relação dela com os fãs", explica ele. "É a expressão dela. Artistas aproveitam suas experiências pessoais como inspiração, e eu não tenho problema com ninguém por isso."

Jake Gyllenhaal fala sobre música de Taylor Swift

A quantidade de mensagens foi tão grande que o ator decidiu desativar as suas redes sociais. Sobre isso, Jake disse o seguinte: "Eu acho importante que, quando os apoiadores [de um artista] são indisciplinados, a gente sinta a responsabilidade de pedir que sejam civilizados e de não permitir o cyberbullying em nome de alguém".

“Isso implora por uma questão filosófica mais profunda. Não sobre um indivíduo em si, mas uma conversa que nos permita examinar como podemos – ou devemos, até mesmo – assumir a responsabilidade pelo que colocamos no mundo, por nossas contribuições para o mundo. Como provocamos uma conversa? Vemos isso na política. Há raiva e divisão, e é literalmente uma ameaça à vida ao extremo”, continuou ele.

“Minha pergunta é: este é o nosso futuro? A raiva e a divisão são nosso futuro? Ou podemos ser empoderados e empoderar os outros ao mesmo tempo em que colocamos empatia e civilidade na conversa dominante? Essa é a discussão que deveríamos ter”, acrescentou o ator.

Últimas notícias

As mais acessadas


Pela Web