Letras Web
Jornal de Alice

Delirante Delírio Dos Lírios

Jornal de Alice

6 acessos

Quando a noite cai o vento passa e a gente vai
A lua chega o solse esconde no linear do horizonte
O corpo fica a mente some e a embriaguez que me consome
No delirar dos doces lirios ao ar que eu respiro

Faço a ponte entre a noite e o dia
E um raio me anuncia
Que eu ainda estou presente
Num estado diferente

La de cima eu vi meu corpo.
Até pensei que estava morto
A fantasia acontecia
Em cada suspiro a alegria

Mas no outro dia
O sol veio me acordar
De volta ao meu corpo
Comecei a delirar

Caminhando sobre o concreto
Percebi que nada estava certo
Mudei um pouco a direção
E tudo que eu vi foi só destruiçao

Depois de caminhar por muito tempo
Meu corpo foi ficando meio lento
Enquanto as pessoas andavam rapido
Para não perder o horário
Decidi que pra aquele lugar
Deveria eu voltar
Aonde o sol vem me encontrar
Vem me encontra.......

Top Letras de Jornal de Alice

  1. Dias Cinzentos
  2. Delirante Delírio Dos Lírios
  3. Tantas, Quantas, Várias e Tal
  4. Poesia Contra a Luz

Pela Web