Letras Web
Jonas Porfirio

Incógnita

Jonas Porfirio

2 acessos

Na matemática da vida
A felicidade ainda é X
Não se sabe do que nasce
Nem se tem raiz
A vida é uma temática
Na qual sou aprendiz

Por isso meu amigo
Sempre faça uma ação
Ajude um pobre mendigo
Estenda a sua mão
Seja pedestre prudente
Não pare na contra mão

Tire os espinhos das rosas
Oferte-as com todo calor
Se há pessoas mentirosas
Também merecem seu valor
Só não oferece flores
Aquele que nunca amou

Tem gente que é
Tem gente que não é
Tem gente que quer ser
E até pode ser
Se não achar que é
Quem acha se perde
E nunca consegue
Achar o que quer

Gente que parece bicho
Gente que está na praça
Gente que está à caça
De gente que está no lixo
Gente que faz por capricho
O que outra gente não gosta
E que basta virar as costas
Pra que gente vire bicho

Top Letras de Jonas Porfirio

  1. Uma Menina
  2. Gente
  3. A Peça
  4. Acarinho
  5. Lua Você
  6. Noite D'água
  7. O Eu
  8. Incógnita

Pela Web