Letras Web
Grupo Sopro de Gaia

Comida Baiana

Grupo Sopro de Gaia

24 acessos

Hoje acordei bem cedo pra comer uma canjica
O tempo estava frio, obrigada Dona Zica!
Ela cozinha com talento pratos caseiros como cocada
Que é dura e mole ao mesmo tempo, mas é doce e não salgada

Olha mexe e remexe a comida africana
Pra dar sabor a comida baiana

Terminei o desjejum e fui passear no deck
Quando passou um menino vendendo pé de moleque
Não resisti e além do pé comi mapé
Da comida africana comi até o acarajé

Olha mexe e remexe a comida africana
Pra dar sabor a comida baiana

Passou por mim a mulher do seu Noronha
Tentei chamar a dona, mas chegou o carro da pamonha que gritava
Vendo pamonha, beiju, aluá e também cuscuz
Fui comprar os meus quitutes na praça da igreja ao pé da cruz

Olha mexe e remexe a comida africana
Pra dar sabor a comida baiana

Deu um conto e meio disse o moço da quitanda
Que também me contou que era filho de Aruanda
Pra concordar com a cabeça fiz que sim
Dei até logo e fui mimbora pra comer só mais um quindim


Top Letras de Grupo Sopro de Gaia

  1. Profano e Sagrado
  2. Comida Baiana
  3. Danças Dos Ancestras
  4. Brincadeira de Nego
  5. Cadência do Todo (capoeira)

Pela Web