Letras Web
Grupo Sandim

O Golpe da Cachaça

Grupo Sandim

3 acessos

O maior porre do mundo
Que tomei na minha vida
Foi cachaça com pimenta
No boteco da avenida
Queimou a minha garganta
Fiquei com a boca em ferida
Chamei o Hugo na porta
Vomitei toda a bebida
Fui chegando no boteco
De longe eu avistei
A cachaça que eu tomava
Na prateleira encontrei
Botei um pouco no copo
E o resto eu derramei

Seguiu num carro de boi
Um monte de garrafão
E ao lado eu ia cantando
Com a garrafa na mão
Ao chegar no alambique
Foi grande a satisfação
Tomei um porre bem grande
Fiquei rolando no chão
Dali eu saí babando
Por mão de gambá levado
Não levou mais nem dois dias
Tomei um pifão danado
No boteco da esquina
Onde estava acostumado
Não deu pra parar de pé
Fiquei roncando deitado

Passei fome passei frio
Por esse mundo perdido
Tomando minhas cachaças
Maltrapilha e malvestido
Cheguei numa lancheira
Tomei um tapa no ouvido
Me botaram porta afora
Só porque eu tinha bebido
Eu já saí trambalhando
Procurando outros parceiros
Não andei nem trinta metros
Caí dentro de um bueiro
Numa tarde de mormaço
Tava dando um chuvisqueiro
E um moleque malcriado
Me chamou de cachaceiro


Top Letras de Grupo Sandim

  1. Vanereiro
  2. O Golpe da Cachaça
  3. De Geração Pra Geração
  4. Balanço de Vaneira
  5. Gaúcho Lá de Fora
  6. Vanerá
  7. Sandim Chegou
  8. Abanando As Franjas do Pala
  9. Bolicho, Baile e Cambicho
  10. Falando de Amor

Pela Web