Letras Web
G.R.E.S. Arranco do Engenho de Dentro

Samba Enredo 2001 - Oh! Que saudades que eu tenho...

G.R.E.S. Arranco do Engenho de Dentro

6 acessos

Oh! Saudade...
Vovó me embalou na ilusão
Sou magia, felicidade, doce sonho e recordação
Viajei na imaginação de um menino
As portas do meu circo inusitado
E fiz do circo o meu palácio encantado

O trapézio balançou... balançou ]
Na leveza de um guri... de um guri]
Vi no olhar de um palhaço ]
Meu picadeiro refletir]

Vou de encontro ao vento
Brinca o tempo e gira meu pião
Tem festança tem
Pé-de-moleque e algodão na mão
Meus devaneios na escuridão
Sou fonte de energia, sou paz, pureza então
A bruxa não me pega não
Heróis da fantasia, amigos de verdade
Me afastam do perigo e da maldade
Pulei e no céu cheguei
Corri na mata e o Saci não encontrei
Rodei e cirandei
Dei meia volta, com Emília já voltei

Bate bola, pique esconde ]
Um... dois... três...]
Desfilando no Arranco]
Sou criança outra vez]


Top Letras de G.R.E.S. Arranco do Engenho de Dentro

  1. Samba Enredo 1989 - Quem Vai Querer?
  2. Samba Enredo 1998 - A lenda do Aguapé, na tribo do Yacaré
  3. Samba Exaltação - Versão Atualizada
  4. Samba Enredo 2005 - Quem Vai Querer?
  5. Samba Enredo 1977 - Príncipe do Efã
  6. Samba Enredo 2000 - Brasil, 500 anos em três raças
  7. Samba Enredo 2007 - Sinfonia Brasileira Das Quatro Estações
  8. Samba Exaltação - Versão Original
  9. Samba Enredo 2002 - Feira de São Cristóvão
  10. Samba Enredo 1974 - Estrela Dalva

Pela Web