Letras Web
G.R.C.E.S. Nenê de Vila Matilde

Samba-Enredo 2018 - A Epopeia de Uma Deusa Africana

G.R.C.E.S. Nenê de Vila Matilde

2 acessos

Emojubá, laroyê
Dá licença pra contar
A epopeia de um deusa africana
Marabô, kaiala e sobá

Oh mãe senhora de todas as vidas
Sua coroa reluz e clareia
A lua prateada lá no céu
Ilumina o branco véu
Quando o mar beija areia

Iara ê, iara ê mãe d'água
Metade mulher sereia
Roda baiana e deixa a gira girar
Oloxum, inaê, janaína

Seu canto é carregado de axé
Tem mistério e sedução magia
Bate o tambor nas águas do abaeté
Vem dançar batucajé, sagrada Bahia
Senhora mãe dos navegantes brasileiros
Todo dia 2 de fevereiro
A jangada vai sair pro mar
Lá vem nenê, com rosas brancas para ofertar
Água de cheiro e alfazema saravá

É samba pé no chão, é força pra lutar
É quilombo azul e branco
Que não para de cantar
Odoyá! Bate cabeça pra saudar yemanjá


Top Letras de G.R.C.E.S. Nenê de Vila Matilde

  1. Samba Enredo 1989
  2. Samba Enredo 1997
  3. Samba Enredo 1995
  4. Samba Enredo 1985
  5. Samba Enredo 1987
  6. Samba Enredo 2003
  7. Samba Enredo 2001
  8. Samba Enredo 2005
  9. Samba Enredo 1988
  10. Samba Enredo 1996

Pela Web