Letras Web
Gnomos da Jamaika

Calango do Cerrado

Gnomos da Jamaika

26 acessos

Descendente do nordeste,
Calango do cerrado,
Um cabra revoltado,
Pra fazer rock arretado.

Filho de maria bonita,
Filho de lampião,
Fugindo das modinhas,
Pra fazer rock do cão.

E as palavras que sigo de um sábio mendigo:
Se não faz nada da vida monta uma banda de rock.
Gnomos da jamaika são banda de rock.
Vou catar as cocota na banda de rock.
Vou ficar milionário na banda de rock.
Gnomos da jamaika!

Fui na praça curtir,
Lombra com o violão.
Encontrei então,
O bob marley do sertão!
Tava na correria,
Dando fuga nos cana,
Me deixou uma folha,
De maria juana.

E as palavras que sigo de um sábio mendigo:
Se não faz nada da vida monta uma banda de rock.
Gnomos da jamaika são banda de rock.
Vou ficar milionário na banda de rock,
Vou catar as cocota na banda de rock.
Junta uns filhos da égua!

"acende,puxa, prende e passa",
E a fumaça subiu no sertão.
Mendigo na batera,
Gnomo no baixo,
E o bob no violão.
A lombra é louca, não tem final,
E no vocal, o policial.
Não tem policia na banda sai,
Os homi chegaram, corre carai! (4x)
Corre carai, corre carai!
(x3)


Top Letras de Gnomos da Jamaika

  1. Calango do Cerrado
  2. Gnomos da Jamaika
  3. Muleque Doido de Asas
  4. Acelera Os Toque
  5. Acelera Os Toques
  6. Loucura
  7. Rebeldia
  8. Ninguém Quer Me Dar

Pela Web