Letras Web
Genival Lacerda

Balanço do côco

Genival Lacerda

17 acessos

Ai, ai, ai tão balançando o coco
Mas ele não cai

Vim do norte das bandas do sertão
Pra cantar este coco no rojão
Fazer este povo arrasta-pé
A cachaça lavar este salão
Me de a meu grande São José
Como fez dessa vez o seu Luiz
Que a fartura seja grande de mim
25 ele vê em cada pé

Ai, ai, ai tão balançando o coco
Mas ele não cai
Quem sobre não coco não quer descer mais
Tudo agarrado que nem papagaio
Outro do lado que nem gavião
Pegar no tombo do rojão
É gozado e faz gosto a gente vê
Tanto bebo no meio da confusão
Balançando o coco sem poder

Tava bom ainda agora a confusão
Mais agora o negocio piorou
Por baixo largaram um beliscão
No danado do homem, ele pulou
E pulando pisou no pé do jegue
Que o cascudo só tinha calo duro
E pisando assim mesmo no escuro
O danado do velho se vingou


Top Letras de Genival Lacerda

  1. De Quem É Esse Jegue
  2. Guriatã de Coqueiro
  3. O gato Tico
  4. Mate O Veio
  5. Severina Xique-xique
  6. Seu Reverendo
  7. Bandinha do Macaco
  8. A Brusqueta da Zezé
  9. Apelo de Caboclo
  10. Fio Dental

Pela Web