Letras Web
Dimmu Borgir

Progenies Of The Great Apocalypse (tradução)

Dimmu Borgir

182 acessos

A batalha se alastrou incessantemente
Abastecida pelo veneno do ódio pelo homem
Consistentemente, sem os olhos para ver
Por aqueles que se regozijam no esgoto de maneira igual
Nós, a prosperidade do futuro marcado
Ocultos pelos trovões do vento norte
Nascidos para captar a essência
Das trilhas de nossa espécie
Tolerância zero deve continuar
Atrás da linha do inimigo
Assim será escrito
E assim será feito
Tolerância zero deve continuar
Atrás da linha do inimigo
Assim será escrito
E assim será feito
A batalha se alastrou incessantemente
Abastecida pelo veneno do ódio pelo homem
Consistentemente, sem os olhos para ver
Por aqueles que se regozijam no esgoto de maneira igual
Nós, a prosperidade do futuro marcado
Ocultos pelos trovões do vento norte
Nascidos para captar a essência
Das trilhas de nossa espécie
Descubra e conceba a riqueza secreta
E transmita-a para a sua criação
Torne-se sua própria congregação
Meça a soberania de seu avigoramento
Nós, que não negamos o animal de nossa natureza
Nós, que ansiamos para preservar nossa libertação
Nós, que enfrentamos a escuridão em nossos corações com um fogo solene
Nós, que aspiramos à verdade e perseguimos sua força
Não somos nós o prodígio indiscutível da guerra?
Temendo toda a mediocridade que eles possuem
Não deveríamos caçar os bastardos com nosso poder
Reforçar e reivindicar o trono que legalmente é nosso?
Considere deus, poderíamos estar sem a graça
De uma vez por todas
Diminua o sub princípio e deixe seus vestígios tóxicos
De uma vez por todas

Letra original

The battle raged on and on
Fuelled by the venom of hatred for man
Consistently, without the eyes to see
By those who revel in sewer equally
We, the prosperity of the future seal
Cloaked by the thunders of the north wind
Born to capture the essence of
The trails of our kind
Zero tolerance must be issued forth
Behind the enemy's line
So it shall be written
And so it shall be done
Zero tolerance must be issued forth
Behind the enemy's line
So it shall be written
And so it shall be done
The battle raged on and on
Fuelled by the venom of hatred for man
Consistently, without the eyes to see
By those who revel in sewer equally
We, the prosperity of the future seal
Cloaked by the thunders of the north wind
Born to capture the essence of
The trails of our kind
Discover and conceive the secret wealth
And pass it unto your breed
Become your own congregation
Measure the sovereignty of it's invigoration
We, who not deny the animal of our nature
We, who yearn to preserve liberation
We, who face darkness in our hearts with a solemn fire
We, who aspire the truth and pursue it's strength
Are we not the undisputed prodigy of warfare
Fearing all the mediocrity that they possess
Should we not hunt the bastards down with our might
Reinforce and claim the throne that is rightfully ours
Consider the god we could be without the grace
Once and for all
Diminish the sub principle and leave it's toxic trace
Once and for all


Top Letras de Dimmu Borgir

  1. Mourning Palace (tradução)
  2. Gateways (tradução)
  3. Dimmu Borgir (tradução)
  4. The Serpentine Offering (tradução)
  5. The Sacrilegious Scorn (tradução)
  6. Burn In Hell (tradução)
  7. A Succubus In Rapture (tradução)
  8. Entrance (tradução)
  9. Progenies Of The Great Apocalypse (tradução)
  10. Puritania (tradução)

Pela Web