Letras Web
Derivação Bélica

Necropsiando Meus Sonhos Mortos

Derivação Bélica

6 acessos

- hoje os van gogh/são os laudos da necropse/
- expostos no museu da sorte/onde os meus sonhos se dissolvem/

Ritual minucioso o céu escureceu//
De bisturi nas mãos outro sonho faleceu//
Um dia só de paz, jow, eu sei você não vê//
Quando cê enxergar a terra vai corroer//
Quantos sonhos vi morrer, foram assassinados//
Não só pelo estanho que vem no oitão cromado//
Pesado é para, sentar e refletir//
E ver que vários sonhos nem chegaram a u.t.i//
Se o fim justifica os meios então deixa//
Eu tentar encontrar algo que me esclareça//
Sobre a mesa fria, fluorescente iluminando//
E eu investigando a causa de tantos prantos//
Não ostentei o banco, queria tá na área//
Com a camisa 10 fazendo meu gol de placa//
Mas não tive a caixa enfeitada como sonhei//
No aniversário de 10 anos dia 12 do mês 03//

-sonhei com a vida, sem ter meus sonhos congelados/
-sem um bisturi do lado/sem ver corpos costurados/
-sei que a justiça, aqui não traz alívio/
-não impede os tiros/nem os enterros coletivos/

Verdes campos, leve brisa, sinto o cheiro do mar//
Dentre jardins com flores me vejo caminhar//
Desperto atordoado, desconforto incômodo//
Triste ao perceber que não passara de um sonho//
Ouço disparos ao longe, já é cotidiano//
Mais uma alma que sobe outro corpo agonizando//
Frustrado, me pergunto por que a vida é assim//
O egoísmo é a venda só deixa pensar em mim//
Escapar dessa realidade sei que a chance é mínima//
Uma em um bilhão mais difícil que loteria//
Crueldade aqui é mato, já vi e vivi//
Milagres não acontecem é golias que esmaga davi//
Tristeza é a única coisa que a vida traz//
Sonhar é a única forma de ter um pouco de paz //

-sonhei com a vida, sem ter meus sonhos congelados/
-sem um bisturi do lado/sem ver corpos costurados/
-sei que a justiça, aqui não traz alívio/
-não impede os tiros/nem os enterros coletivos/

Na terra infértil a semente não germinou//
Quem dava a proteção hoje espalha o terror//
Ver que o mundo era mais belo provoca nostalgia//
E por aqui sobreviver ta mais difícil a cada dia//
Pulsação diminui, as pálpebras vão fechando//
O corpo já exaustado e a circulação travando//
Aquele em cova rasa abaixo de um palmo de terra//
Era só mais um que sonhava com o fim da guerra//

Eu só queria entender o porquê da morte prematura//
Eu só queria não temer mais a noite escura//
Ajuda conforto, a quem vou recorrer//
Se no nascer do sol outro sonho vai padecer//
Eu sei ninguém quer ser o legista desse morgue//
Ninguém quer despedida jogando o buquê de flores//
Se as dores não cessarem, ao menos derem uma trégua//
Amanhã tem necropsia nem que seja a luz de velas//

-sonhei com a vida, sem ter meus sonhos congelados/
-sem um bisturi do lado/sem ver corpos costurados/
-sei que a justiça, aqui não traz alívio/
-não impede os tiros/nem os enterros coletivos/

Não quero mais, ter que ver meus sonhos abertos;
Não quero me acostumar com o frio do necrotério;
Sonhei com a vida, sonhei com a vida, sonhei com a vida...
Sem flores na despedida...


Top Letras de Derivação Bélica

  1. Morremos Por Nada
  2. Abraço a Causa
  3. Necropsiando Meus Sonhos Mortos
  4. Zé Colméia
  5. Até o Fim Denunciando
  6. O Que Restou da Guerra

Pela Web