Letras Web
Deolinda Rodrigues

Contado Ninguém Acredita

Deolinda Rodrigues

7 acessos

Ai contado ninguém acredita
Quando eu vou na procissão
Não há moça mais bonita

Ai contado ninguém acredita
Vão os santos pelo chão
E eu no andor da santinha

Que é milagre
Diz quem sabe
Eu não sei
Mas até a virgem mãe
Me gabou a casaquinha

Que é milagre
Diz quem sabe
Eu não sei
De tão bela até ganhei
Um altar na capelinha

Ó mas ainda não sou Deus
Para reinar aos olhos teus
Que só olham o Divino

E eu tão bela e imaculada
Só não sou idolatrada
Por quem eu mais admiro


Ai contado ninguém acredita
Quando eu vou na procissão
Até o menino assobia

Ai contado ninguém acredita
Os homens em multidão
Fazem a mim romaria

Que é milagre
Diz quem sabe
Eu não sei
Se é das unhas que eu pintei...
Se é da luz que me ilumina

Que é milagre
Diz quem sabe
Eu não sei
todos dizem que o meu bem
Lhes dá mais sentido à vida...

Ó mas ainda não sou Deus
Para reinar aos olhos teus
Que só olham o Divino

E eu tão bela e imaculada
Só não sou idolatrada
Por quem eu mais admiro.


Top Letras de Deolinda Rodrigues

  1. Cantiga da Rua
  2. Fado da Madragoa
  3. Fon Fon Fon
  4. O Fado Não É Mau
  5. Eu Tenho Um Melro
  6. Movimento Perpétuo Associativo
  7. Contado Ninguém Acredita
  8. Fado Toninho
  9. Não Sei Falar de Amor

Pela Web