Letras Web
Daniel Cavalheiro

Da Doma Antiga

Daniel Cavalheiro

2 acessos

A doma é um canto
Que completa um bom cavalo
Xucro regalo
É ter um flete de lei
E hoje eu sei que
O lombo de um bem domado
Faz um taura enforquilhado
Por mais que venha judiado
Ter entono feito um rei

Cança gaúcha de uma raça de fronteira
Timbrada de sol e poeira
Riscando a casco este chão
Pois tradição não nasce pelas toceiras
E quem tem alma campeira
Sabe que a essência domeira
É mais do que rédeas na mão

Coisa bem linda
É um trote bueno campo afora
Ouvindo o vento
Que contraponteia espora
Pelo rincão
Pena que o tempo
Teima em apartar de nós
A herança pampa
De nossos pais e avós
De sermos homens
Bem a cavalo
De pai legado
Campo e galpão

Eu sou de um tempo
Que todos chamam de passado
Boca atada crina enredada das bruxas
Porque quem puxa um potro
Sempre a preceito
Encosta o queixo no peito
Pra ter um flete sujeito
Sabe o que é doma gaúcha

Porque na boca está a ciência de um cavalo
E é por isso que lhes falo
Sem ofender a ninguém
Domador bueno sabe onde mora o perigo
Conserva o sistema antigo
Mas faz do pingo um amigo
Pois sabe o valor que tem

A doma é um canto
Que completa um bom cavalo


Top Letras de Daniel Cavalheiro

  1. Estância do Caty
  2. Da Doma Antiga
  3. La Verdulera Y El Canario

Pela Web