Letras Web
Daniel Abreu

Etelvino

Daniel Abreu

9 acessos

(D A C G)
ETELVINO VAI E INSISTE
NUMA LUTA TÃO MEIO TRISTE
COM SUA MÚSICA INSANA
A CONHECIDA FAMA...
QUANDO CRIANÇA ERA PRODÍGIO
DO VIOLÃO À VOZ MELÓDIA
DIZIA ELE QUE IA SER RICO
PARA COM MÚSICA ACABAR A DISCÓRDIA...

(A C G)
ETELVINO, POR QUE TÃO JOVEM NOS DEIXOU...
COMO O SINO QUE TOCADO, SE APAGOU...

E JOVEM CONQUISTOU A MUITOS
SENTIU NO PEITO ALEGRIA SÓBRIA
E O POVO A APLAUDIR SEM RUMO
UMA CANÇÃO QUE RESPIRAVA GLÓRIA...
CONHECEU O SEXO INVERSO
E A DOENÇA O TEVE ENTÃO
DE PURO SÓ MESMO O VERSO
QUE A NOTA EM RIMA FAZIA O VIOLÃO...

ETELVINO, POR QUE TÃO JOVEM NOS DEIXOU...
COMO O SINO QUE TOCADO, SE APAGOU...

AGORA GLÓRIA, A NAMORADA
SOZINHA E ETERNA SE SENTIA
TÃO ABATIDA QUE MUITO CHORAVA
AS LEMBRANÇAS QUE SUA VOZ TRAZIA.

ETELVINO, POR QUE TÃO JOVEM NOS DEIXOU...
COMO O SINO QUE TOCADO, SE APAGOU...

EU VENCI POR MEU CRIME
MAS ETELVINO DERROTADO POR SEU VALOR
VAI ELE TÃO MEIO TRISTE, E EXIME
SUA META, UM INFUSO LUTADOR.
ETELVINO FOI E INSISTIU
NUMA LUTA TÃO MEIO TRISTE
COM SUA MÚSICA INSANA
A DESCONHECIDA FAMA...


Top Letras de Daniel Abreu

  1. E Nasce Raimundo Língua-seca
  2. Etelvino
  3. Meretriz Acre
  4. Olhe Pra Mim Que Eu Olho Pra Ti
  5. Cadê O Tintenor?
  6. Diz A Velha!
  7. O Defeito Do Meu Amigo
  8. O Mesmo "era Uma Vez"
  9. Baião da Cabra
  10. Raimundo Língua-seca

Pela Web