Letras Web
Casa di Caboclo

Poético, Etílico e Ritmado

Casa di Caboclo

6 acessos

E aí malandro como você tá
Ganhou na loteria ou resolveu casar
Brincadeira tio, quanto tempo faz?
Que você sumiu, chega aí rapaz
Puxa uma cadeira desce outra garrafa
Que o tempo tá louco, e o calor não passa
Daqui a pouco a chuva vem fica tudo alagado
Difícil acostumar, mas to ficando acostumado
Tá ruim mas tá bom, sem novidade
Quem plantou discórdia vai colher maldade

Vagabundo, malandro nem te conto
Das bandas de cá, uma saudade da euforia
Hoje não, que a gente já não vê
E o que virá vai ser....
Vagabundo larguei tudo nesse mundo
E joguei no mar...
Pra ver se eu encontrava aquela que me faz
Esquecer o que já foi
E o que virá vai ser melhor

Então tá tudo certo, e nada resolvido
Só acredito vendo, mas juro que não duvido
Já não é de hoje que escuto essa idéia
Neguinho enriquecendo e promessa ficando velha
Dizem que melhorou... Aqui tá de dar dó
Num pode mais fumar, tiraram os outdoor
Encheram de pedágio, aumentaram a condução
O boteco fecha cedo, impera a proibição
Do cigarro eu nem reclamo, nunca fui de fumar
Mas tá caro pra sair e é contra lei ficar
Tranqüilão... Vamos seguir na luta
Melhor ser vagabundo do ser filha da...


Top Letras de Casa di Caboclo

  1. Sem Besteira
  2. Gota D'água
  3. Poético, Ritmado e Enfumaçado
  4. Respeito
  5. Eu Tô Tentando
  6. Dona do Barraco
  7. Sonho de Bamba (Samba do Arauto)
  8. O Tempo
  9. Te Incomoda
  10. Sossegado

Pela Web