Letras Web
Carlos Marte

Fênix

Carlos Marte

9 acessos

A cada pôr do Sol eu me lembro
Dos conflitos e a espera, longos dias de espera
Metade de uma vida

No coração, as marcas dessas guerras
Vencidas ou perdidas
Nada disso importa
O que me resta agora é contemplar

O vôo da ave
Que desenha no céu
Escreve palavras
Desvenda mistérios
No infinito do ser, o que eu ainda sou 2 x

Na imensidão do céu eu a perco
Minhas vistas já não podem mais alcançá-la
Deve ter chegado em outro mundo
E o que me resta agora é imaginar

O vôo da ave
Que já vai muito além
Deixou as mensagens
Escritas nos sonhos
No infinito do ser, o que eu ainda sou2x

Meras palavras
Perdidas lembranças
Meras lembranças
Fragmentos perdidos
Fragmentos de estradas
De estradas perdidas
Por onde passei

Quero reunir esses pedaços
Que o vento um certo dia espalhou
Ressurgir das cinzas feito a ave
Da lenda que um dia alguém contou3x


Top Letras de Carlos Marte

  1. Fênix
  2. Buraco negro
  3. Angélica
  4. A Máquina do Tempo

Pela Web