Letras Web
Cândida Branca Flor

A Agulha e o Dedal

Cândida Branca Flor

9 acessos

Vem cá doida agulha,
Tão meiga e tão fina,
Vem dar-me os teus lábios
De açúcar pilé...

E tal,não me apanhas?
Sou esperta e ladina,
E mais retorcida hega
Que as de croché...

Ai chega,chega,chega,
Chega a minha agulha!
Afasta,afasta,afasta
Afasta o meu dedal!

Brejeira,não sejas trafulha:
Ó linda vem coser o avental!

Ai chega,chega,chega
Chega a minha agulha!
Afasta,afasta,afasta
Afasta o meu dedal

Brejeira,não sejas trafulha:
oh não...
És a mais bela fresca agulha em Portugal!

Eu sei que não me amas
Por não ser de prata,
E que me desprezas
Por ser só de cobre.

Então,tu não chores
Bem sei que és de lata
Também eu passajo
Na fralda do pobre.


Top Letras de Cândida Branca Flor

  1. O Cochicho
  2. Trocas & Baldrocas
  3. Gira Discos
  4. Trocas e Baldrocas
  5. Canção Da Roupa Branca
  6. A Agulha e o Dedal
  7. Vinho Do Porto (vinho De Portugal)
  8. Trocas & Baldrocas

Pela Web