Letras Web
Caio Vini

Quadrantes da Ilusão

Caio Vini

3 acessos

Num pandemônio em que soldados
Não veem a luz da escuridão
Ainda há uma chama acesa
Que inspira essa canção.

Setor vermelho que se abre
Em meio ao ás da prontidão
E me apresenta dama à vista
Que roubou meu coração.

Depois de meses de conversa
Não encontrava solução
A me entregar àqueles braços
Deu-se em mim a volição
E nas t.v.'s e nos jornais
Saudava a sua aparição
Mas me dei conta:
Sou mais novo
Do amor terei um "não".

Num pandemônio em que soldados
Não veem a luz da escuridão
Ainda há uma chama acesa
Que inspira essa canção.

Sérios problemas que se fazem
Ao ler um livro em alemão
E lá eu vejo a minha vida
Um amor na contramão

A minha dor é em sucesso
Desse torpor da solidão
E fica intensa em horas,
Meses, anos, raios da paixão.
Nem começou já não deu certo
O nosso amor não tem razão
E no meu quarto, às paredes,
Dois quadrantes da ilusão.

A minha dor é em sucesso
Desse torpor da solidão
E fica intensa em horas,
Meses, anos, raios da paixão.
Nem começou já não deu certo
O nosso amor não tem razão
E no meu quarto, às paredes,
Dois quadrantes da ilusão.


Top Letras de Caio Vini

  1. Bachianna
  2. Castelo No Jardim
  3. Vil Revolução
  4. Potes de Remédio e Um Papel de Chocolate
  5. Aquela Carta
  6. Diário da Minha Solidão
  7. Hipocentro Revanchista
  8. Quadrantes da Ilusão

Pela Web