Letras Web
Amália Rodrigues

Primavera

Amália Rodrigues

30 acessos

Todo o amor que nos prendera,
Como se fora de cera,
Se quebrava e desfazia.
Ai funesta Primavera,
Quem me dera, quem nos dera,
Ter morrido nesse dia.

E condenaram-me a tanto,
Viver comigo meu pranto,
Viver, viver e sem ti.
Vivendo sem no entanto,
Eu me esquecer desse encanto,
Que nesse dia perdi.

Pão duro da solidão,
É somente o que nos dão,
O que nos dão a comer.
Que importa que o coração,
Diga que sim ou que não,
Se continua a viver.

Todo o amor que nos prendera,
Se quebrara e desfizera,
Em pavor se convertia.
Ninguém fale em Primavera,
Quem me dera, quem nos dera,
Ter morrido nesse dia.


Top Letras de Amália Rodrigues

  1. Apanhar O Trevo
  2. O Xaile da Minha Mãe
  3. Duas Luzes
  4. Lisboa Antiga
  5. Dom Solidom
  6. Tiro Liro Liro
  7. Rosa Vermelha
  8. Havemos de Ir a Viana
  9. O Namorico de Rita
  10. Canção Do Mar

Pela Web