Letras Web
Alelo Padrão

Insanidade

Alelo Padrão

9 acessos

Eu vejo o sangue que segue escorrendo
E todos os corpos boiando na água
Água que dela bebem somente
Todas as mentes remanescentes

E a história não se propaga
Na fronteira de duas almas
Que perdidas seguem tranquilas
Buscando abrigo no nada

[refrão]
Eu vou fingindo que estou tranquilo
Mas começo a me preocupar
Pode até ser que seja insanidade
Mas eu controlo o teu azar

Eu vejo as flores que seguem convictas
E o mal que segue gritando
Mas não é com o mal que eu estou assustado
E sim com o bem que segue calado

Pobres mentes humanas
Que só fazem barbaridades
Vivendo sua vida de merda
Culpando as autoridades

[refrão] 2x


Top Letras de Alelo Padrão

  1. Insanidade
  2. Overdose de Promiscuidade
  3. Falta de Coragem

Pela Web