Letras Web
Aldir Blanc

Valsa do Maracanã

Aldir Blanc

18 acessos

Quando eu ficar assim
morrendo após o porre
Maracanã, meu rio,
ai corre e me socorre
Injeta em minhas veias
teu soro poluído
de pilha e folha morta,
de aborto criminoso
de caco de garrafa
de prego enferrujado
dos versos do poeta
pneu de bicicleta
Ai, rio do meu Rio,
Ai, lixo da cidade
de lâmpada queimada
de carretel de linha
chapinha premiada
e lata de sardinha
o castigo e o perdão
o modess e a camisinha
o castigo e o perdão
o modess e a camisinha
Ai, só dói quando eu rio,
Maracanã, meu rio
Maracanã, meu rio
Ai, só dói quando eu rio


Top Letras de Aldir Blanc

  1. Resposta Ao Tempo
  2. Colcha de Retalhos
  3. Falha Humana
  4. Dois Bombons E Uma Rosa
  5. Entre o torresmo e a moela
  6. Me Dá A Penúltima
  7. Saudades da Guanabara
  8. Feminismo no Estácio
  9. Recreio Das Meninas II
  10. Fantasia

Pela Web