Letras Web
Aesma Daeva

The Minstrel Song (tradução)

Aesma Daeva

12 acessos

Na escuridão me deixe morar
O chão, o chão se triste estará
O telhado de desespero que descobre toda luz alegre de mim
Para trancar toda luz alegre
As paredes de mármore preto que umedeceram lamentarão por mim
Elas ainda lamentarão, sempre na escuridão
Para trancar toda luz alegre
O telhado de desespero que descobre toda luz alegre de mim
Para trancar toda luz alegre
Minha rainha, eu só desejo minha canção para agradar-te
Eu desejo ser o trovador em sua galeria
Eu desejo ser o trovador em sua galeria
Minha música
Chocalhando, chocalhando,
Chocalhando, chocalhando os sons para banir o sono,
Assim, embebida por minhas aflições e embebida, embebida por minha tumba
Oh deixe-me morto-vivo, oh deixe-me morto-vivo
Oh deixe-me morto-vivo
Até que a morte venha, até que a morte venha
Até que a morte, até que morte venha

Letra original

In darkness let me dwell
The ground, the ground shall sorrow be
The roof of despair which bares all cheerful light from me
To bar all cheerful light
The walls marble black which moistened still shall weep from me
They still shall weep forever in darkness
To bar all cheerful light
The roof of despair which bares all the cheerful light from me
To bar all cheerful light
My queen I only wish my song to please thee
I wish to be the minstrel in your gallery
I wish to be the minstrel in your gallery
My music
Jarring, jarring
Jarring, jarring sounds to banish sleep
Thus bedded to my woes and bedded, bedded to my tomb
Oh let me living die, oh let me living
Oh let me living die
Till death do come, till death do come
Till death, till death do come


Top Letras de Aesma Daeva

  1. O Death (Rock Me Asleep) (tradução)
  2. Introit I (tradução)
  3. D'Oreste (tradução)
  4. Artemis (tradução)
  5. Introit II (tradução)
  6. Introit II
  7. Introit I
  8. Disdain (tradução)
  9. Artemis
  10. Lysander (tradução)

Pela Web