Letras Web
Aesma Daeva

O Death (Rock Me Asleep) (tradução)

Aesma Daeva

124 acessos

O Morte, O morte, me balança adormecido,
(Na água...)
Soas, sino transcurso;
Toque meu toque doloroso;
Porque eu devo...
Não têm remédio.
Minhas dores, minhas dores, quem pode expressar?
Ai, elas são tão fortes!
Meu dolor não sofrerá a força
Minha vida por prolongar.
Soas, sino transcurso;
Toque meu toque doloroso;
Porque eu devo...
Não têm remédio.
Adeus, adeus, meu passado de prazeres!
Bem-vindo, minha dor presente!
Eu sinto meu tormento aumentar de maneira
Aquela vida não pode permanecer.

Só, só...
Ninguém pode me ouvir?

Letra original

O Death, o death, rock me asleep,
(In water...)
Toll on, thou passing bell;
Ring out my doleful knell;
For I must...
There is no remedy.
My pains, my pains, who can express?
Alas, they are so strong!
My dolours will not suffer strength
My life for to prolong.
Toll on, thou passing bell;
Ring out my doleful knell;
For I must...
There is no remedy.
Farewell, farewell, my pleasures past!
Welcome, my present pain!
I feel my torment so increase
That life cannot remain.
Alone, alone...
Can nobody hear me?


Top Letras de Aesma Daeva

  1. O Death (Rock Me Asleep) (tradução)
  2. Introit I (tradução)
  3. D'Oreste (tradução)
  4. Artemis (tradução)
  5. Introit II (tradução)
  6. Introit II
  7. Introit I
  8. Disdain (tradução)
  9. Artemis
  10. Lysander (tradução)

Pela Web