Letras Web
Aesma Daeva

Downvain (tradução)

Aesma Daeva

3 acessos

Fluem minhas lágrimas, caem de sua fonte,
Exilada pra sempre, me deixe entristecer.
Fluem minhas lágrimas, caem de sua fonte,
Exilada pra sempre, me deixe entristecer
Onde a pássaro negro da noite canta sua triste infâmia,
Lá me deixe viver para sempre.
Minha tortura está lançada;
Minha tortura está lançada;
Minha tortura está lançada;
Minha tortura está lançada;
Escute as sombras que nas trevas habitam!
Luzes baixas, não brilham mais sobre você,
Não há noite escura o bastante para aqueles
Que em desespero deploram sua sorte perdida;
Lá me deixe viver para sempre.
Minha tortura está lançada;
Minha tortura está lançada;
Minha tortura está lançada;
Minha tortura está lançada;
Escute as sombras que nas trevas habitam,
Escute as sombras que nas trevas habitam,
Aprenda a desprezar a luz;
Feliz, eles que no inferno
Não sentem o despeito do mundo.
Escute as sombras, então me deixe viver para sempre.

Letra original

Flow my tears, fall from your springs,
Exiled for ever, let me mourn.
Flow my tears, fall from your springs,
Exiled for ever, let me mourn
Where night's black bird her sad infamy sings,
There let me live forever.
My torture is thrown;
My Torture is thrown.
My torture is thrown;
My Torture is thrown.
Hark you shadows that in darkness dwell!
Down vain lights, shine you no more,
No nights are dark enough for those
That in despair their lost fortunes deplore;
There let me live forever.
My torture is thrown;
My Torture is thrown.
My torture is thrown;
My Torture is thrown.
Hark you shadows that in darkness dwell,
Hark you shadows that in darkness dwell,
Learn to contemn light;
Happy, they that in hell
Feel not the world's despite.
Hark you shadows, there let me live forever.


Top Letras de Aesma Daeva

  1. O Death (Rock Me Asleep) (tradução)
  2. Introit I (tradução)
  3. D'Oreste (tradução)
  4. Artemis (tradução)
  5. Introit II (tradução)
  6. Introit II
  7. Introit I
  8. Disdain (tradução)
  9. Artemis
  10. Lysander (tradução)

Pela Web