Letras Web
Acceptus Noctifer

Canteiro De Ossos

Acceptus Noctifer

7 acessos

À porta daquele secular mosteiro,
Onde a luz do sol fugiu, e abraçou a alva lua,
O nosso amor defunto caiu carcomido, engelhado
Pelos trilhos de uma memória que se desejava ser lótus.

Bebi dos teus lábios aquilo que agora desprezo.
Amo o Ódio!
A cura para a minha vil doença!

Mas guardo os teus ossos numa caixa ferrugenta,
Uma espécie de canteiro que cultivo.
Num certo recanto daquele velho quarto!
Aquele...
Lembras-te?


Top Letras de Acceptus Noctifer

  1. Sonhos De Cadáver
  2. Funérea Madrugada
  3. Vícios de Covil
  4. Veneno Que Me Bebe
  5. Canteiro De Ossos
  6. Bacantes De Nobres Vícios
  7. O Estertor Mortal
  8. Seja Essa A Tua Sede...

Pela Web