Letras Web
A Insana Corte

Insana Corte

A Insana Corte

8 acessos

Noite tu que me faz forte
pois esconde o sol e intimida a morte
Já não entendo mais
O que acontece aqui
Eles levam aquele homem
Não entendem o que ele diz
Era apenas um bobo da corte
Sonhavaapenas que era feliz,
Felizzzzz...

Nos palácios de Aruanda
A moça mais santa, com um nó na garganta
Decidiu então o jovem moço ajudar....

Foi tirado do calabouço
Fundo do poço, não voltou mais
O poeta tido de louco
fazia versos, pregando a pazzz
a pazzzzzz...

Essa paz já esquecida
E arquivada, nos processos seletivos
Valem quase nada
Bem mais sorte teve o jovem rapaz
Lendo os versos da alforria
Já podia voltar pra casa
Pro seio da sua terra
Para os braços da sua amada

São felizes juntos hoje
Em pazzz...


Top Letras de A Insana Corte

  1. Mandala
  2. Insana Corte
  3. Dimensão do Sol
  4. Amarelo Morte

Pela Web