Letras Web
A Fantástica Maddame Butterfly

Love Song Escaramunhão

A Fantástica Maddame Butterfly

9 acessos

Não adianta vir com papo furado,
Essa de bom menino não vai me convencer!
Nunca fui santo, nem me fiz de rogado.

O que é dito eu não faço.
O que eu faço não é certo.
O que é certo eu não acho.
O que eu acho não importa,
Deixa tudo acontecer!

Perambulei caminhos no escuro.
Tomei barbitúricos até enlouquecer.
Beijei o cosmos, fui até o absurdo.

E aquela velha história
De que somos levados por uma força extrema,
E que tudo esta escrito.
O que é, é o que é,
E o que tinha que ser.

Data armada da guarda nacional em alegoria circense.
Com anões fazendo graça, e uma velha sem dentes.
Data armada da guarda nacional em alegoria circense.
Com anões fazendo graça, e uma velha sem dentes.


Top Letras de A Fantástica Maddame Butterfly

  1. A do Sr. Martins
  2. Careta Blues
  3. Humildade à Parte, Quero o Meu Por Inteiro e Não Pela Metade
  4. Biscateriana
  5. Love Song Escaramunhão
  6. Pagando Pra Ver
  7. Máquina à Vapor
  8. Conselheiro do Sertão
  9. Ninho Da Mente

Pela Web